sábado, 3 de junho de 2017

Meio ambiente é cultura

Opinião

Em 05 de junho é comemorado no mundo todo o Dia do Meio Ambiente. Nada mais do que justo, embora eu creia que todos os dias devessem ser de conscientização, poi sem meio não tem ambiente, não é mesmo?
Vivemos na era da tecnologia e nunca o termo sustentabilidade foi tão debatido quanto agora. Não é por menos, quando o planeta sofre com a degradação da natureza e dos seus recursos.
Todo mundo gosta de ver uma paisagem bonita, verde , e um rio de águas claras e cristalinas, porém poucos colaboram para que essa visão continue.
É necessário que todos nós encontremos um ponto de equilíbrio para que coexistamos sem destruir  os recursos naturais da Terra.
Acredito que uma das primeiras lições seja em relação ao consumo. Consumo versus lixo deve estar sempre em nossa lista de prioridades.
O Brasil é um dos países que mais consomem no mundo, e segundo dados de pesquisa da Abrelpe, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, do ano passado, de 2000 a 2014, a geração de lixo aumentou cinco vezes mais do que em relação ao crescimento populacional, ou seja, estamos consumindo e descartando por cinco pessoas.
Outra questão chatinha, porém importantíssima, é a do descarte desse lixo. Todos nós já estamos "carecas" de saber que existem materiais que demoram muito a se decomporem quando descartados na natureza, como é o caso do plástico e do metal, que levam cerca de 100 anos.
Pense naquela sacola do supermercado que é jogada nos rios das cidades. Ela ainda vai estar lá quando a sua terceira ou quarta geração estiver chegando ao mundo; Muito louco isso, mas é real.
Por isso é tão importante a coleta seletiva e a reciclagem dos objetos. É sabido o quanto ainda é precária essa dinâmica, mas é necessário que cobremos da prefeituras esse tipo de coleta e que façamos essa separação do lixo em casa, nas escolas, nas empresas, nas praças, para que essa cultura daqui a vinte, trinta anos esteja entranhada na sociedade.
O Brasil é um país novo, que pode aprender isso. Mas precisamos ter um engajamento para que funcione.
Existem muitas outras formas de colaborar para um meio ambiente sadio, essa foi apenas uma delas. Consumo consciente, coleta seletiva e reciclagem. Que a gente possa repassar essa ideia.
Tem um ditado antigo que diz que devemos ensinar as crianças para que não precisemos punir os adultos, algo deste tipo. Então eu deixo uma super dica de conscientização para as crianças aprenderem a amar e cuidar do planeta, de uma forma lúdica: a peça "A Lebre e a Tartaruga", no próximo dia 4, às 17h. A atração faz parte da programação 'West Shopping Kids', um projeto mensal do empreendimento voltado para eventos gratuitos infantis, produzido pela Cia Teatro de Bolso, aos domingos.
Cansada de ser maltratada pela lebre, a tartaruga aceita o desafio de participar de uma corrida. Durante o percurso, elas aprendem muito e decidem usar a oportunidade para conscientizar a todos sobre a importância de se cuidar da natureza.
O West Shopping fica na Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande, RJ.
Acredito que já seja um bom começo!

                 Foto: divulgação

sábado, 27 de maio de 2017

Make inverno - Inspiração na década de 80

Beleza


Fotos: arquivo pessoal


Moda é comportamento e são nossas atitudes que inspiram o mundo.
De alguma forma, o planeta inteiro segue 'tendências', uma conjuntura ligada aos fenômenos comportamentais da sociedade; fazem isso para criar e vender produtos de 'modinha'. As informações vêm dos bureaus mundiais, empresas que são especializadas em pesquisas de tendências.
Não existe uma única pessoa responsável pelas decisões e inspirações; são estudos e mais estudos dos nossos hábitos, do meio ambiente, da economia, etc. Conforme mudam os comportamentos, mudam as tendências.
Os lançamentos de inverno, sem dúvida, receberam inspiração na década de 80. Looks monocromáticos serão muito usados e brincadeiras de combinar sombra e batom, sombra e blush, delineador e batom num mesmo tom será hit pelas ruas e festas durante a estação fria. Quem dá as dicas é Fábio Gonçalves, maquiador profissional premiado e colunista de beleza na revista 'Vida e Negócios'. "Texturas com brilho será comum nos cosméticos em geral, e a volta da boca com gloss é um investimento certeiro para quem gosta de estar na moda. Mas defendo a questão do estilo próprio sempre; ninguém pode decidir o que você vai comprar ou usar, essa decisão deve ser sua". Ressalta.


O que não pode faltar para uma make perfeita?
Não pode faltar uma pele limpa, bem feita e preparada para receber a maquiagem.

Qual a tendência de maquiagem para o dia e para a noite?
Uma maquiagem para ser usada durante o dia, precisa ser de acordo com as necessidades da pessoa, e o look pode variar muito a cada ambiente que se frequenta. No geral é sempre bom optar por cosméticos que trazem em suas fórmulas composições benéficas para a pele e para o uso diário, como proteção solar, hidratação, cuidados com a acne e poluição, durabilidade e conforto.
Para a noite, volto a tocar no assunto estilo, pois a criação do look depende muito disso. No geral, para ter mais eficácia, pode pedir mais intensidade, não só na quantidade aplicada, mas na escolha das cores e das texturas.


Qual o tipo de maquiagem mais pedida?
Uma pele levinha e luminosa glow, iluminador, cílios postiços, esfumado marrom ou preto, batom nude ou amarronzado, rosa ou vermelho.

Quais as novidades no mercado cosmético?
O 'Strobe Cream', um creme bem levinho, extremamente refletivo, brilhante e iluminador, que ao contrário da técnica do contorno, valoriza os volumes naturais do rosto e dos ossos da face.


Como economizar na maquiagem?
Existem técnicas que são boas, mas que por outro lado podem desperdiçar um pouco o produto, como, por exemplo, aplicar batom e base com pincel ou pó e sombra com esponjas. Para economizar a base, aplique com a ponta dos dedos ou com uma esponja de silicone transparente. Para economizar o batom, aplique-o direto nos lábios e o pó, compacto ou não, com um pincel bem grande, macio e em poucas quantidades.

Na sua opinião, qual famosa sempre arrasa na maquiagem?
A cantora Bjork

A maquiagem deve combinar com as roupas ou com os acessórios?
A maquiagem foi feita para embelezar, então não precisa se preocupar em combiná-la com nada. A cosmética é tão diversificada no mercado, atendendo a todos os estilos. A make pode ser usada para corrigir e disfarçar imperfeições e evidenciar a beleza natural. Cada pessoa deve usar a maquiagem da forma que se sinta bem e atenda suas necessidades. Não há problemas em usar um batom vermelho com um vestido vermelho, nem um vestido vermelho com batom nude ou preto, se quem estiver usando estiver se sentindo bem consigo mesmo.

Que tipo de maquiagem você indicaria para quem tem um estilo incomum, por exemplo, hippie?
A receita é ir para a frente de um espelho e experimentar. A maquiagem representa um mundo de oportunidades, que leva ao caminho da felicidade e do bem-estar... Se gostar, arrase e seja feliz!

terça-feira, 23 de maio de 2017

Mulher - Liderando sua vida

Créditos foto: Ana Cola


O Projeto Lótus promove o curso "Mulher - Liderando sua vida!", que será ministrado em parceria com o psicólogo Arthur Salles, com o escritor Ricardo Benevides, com a terapeuta Bianca Tolomei, com a filósofa Thaís Publio e com a médica homeopata Myrian Marino, com a intermediação da idealizadora e fundadora da instituição, Priscilla Zanatelli.
O curso será dividido em cinco módulos, que começará amanhã, 24 de maio, das 19h às 21h30, na Barra da Tijuca, RJ.
Os encontros serão semanais, em formato de workshop, com debates e troca de experiências, com o objetivo de levar a participante a refletir, a questionar, a avaliar a sua trajetória pessoal e profissional para fazer escolhas de forma plena e consciente.
O Projeto Lótus é um centro de criação, integração e aplicação de ações de desenvolvimento humano, que tem como princípios semear a sabedoria, inspirar a coragem e a ação para colher resultados e realizar sonhos.
De acordo com Priscilla Zanatelli, o curso propõe um olhar interno e uma troca de experiência, ampliando a consciência da participante. "Assim, ela encontrará uma forma viável, real e feliz para seguir o seu próprio caminho mais confiante", finaliza.
As inscrições podem ser feitas pelo www.sympla.com.br/projetolotus e outras informações pelo telefone 98396 0203.
O endereço do Projeto Lótus fica na Avenida das Américas, 3500, bloco 7, Hong Kong, sala 438, Condomínio Le Monde, Barra da Tijuca.

sábado, 20 de maio de 2017

O Gato de Botas

Infantil


                                                Foto: Divulgação


Neste domingo, dia 21 de abril, o West Shopping apresenta para a criançada, o clássico infantil, "O Gato de Botas", de Charles Perrault.
A peça, porém, é uma adaptação moderna do famoso conto, que tem como personagem principal um gato ousado e muito esperto, com abordagens divertidas do nosso dia a dia. 
O evento faz parte da programação"West Shopping Kids", projeto mensal do empreendimento, voltado para o público infantil, sempre aos domingos.
Produzida pela Cia Teatro de Bolso, a atração será encenada no 2º piso do shopping, próximo à loja Polishop, a partir das 17h.
Com texto e direção de Anderson Oliveira e Ronize Carrilho e com figurino de Ângela Figueiredo, o espetáculo tem a duração de aproximadamente 1hora e a entrada é gratuita.
O endereço do West Shopping fica na Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande, RJ.

O nome dela é Valdemar

Teatro



                             Foto: Divulgação


Estreia hoje, no Teatro santo Agostinho, em São Paulo, a super comédia "O Nome Dela é Valdemar", do conceituado dramaturgo brasileiro Aziz Bajur.
O espetáculo tem uma montagem inédita, apropriando-se dos elementos dos anos 80 e da Pop Art, para dar vida aos personagens e contar esta história tão divertida, numa linguagem, tom e ritmos próprios do Teatro de Costumes.
O elenco, que é composto pelos atores, Kaká de Lima, Marcello Iazzetti, Danillo Branco, Márcio Marinello e Inah de Carvalho, conta a história de Valdemar e de tantos outros que abandonam suas vidas antigas e saem em busca de um sonho, com muitas confusões e cenas hilariantes.
De forma divertida e engraçada, Aziz Bajur trata de um assunto polêmico e muito comentado, que é a dificuldade de alguns em assumirem sua sexualidade, claramente por medo da reação da sociedade e principalmente da família.
A temporada vai até 29 de julho, aos sábados, sempre às 19h.
O endereço do Teatro Santo Agostinho fica na Rua Apeninos, 118, Liberdade, SP.


Happy hour com a cantora Beth Máximo

Música





O Shopping Bay Market promove hoje um happy hour com a cantora Beth Máximo, a partir das 19h.
Com um repertório eclético, a artista  promete encantar o público de Niterói com a melhor da MPB. O evento é gratuito e será na Praça de Alimentação.
Beth já lançou o EP "Abrigo", em 2015, no Teatro Rival Petrobrás, com participação de Eliana Printes e direção musical de Paulão 7 Cordas, que também assina os arranjos das composições deste trabalho.
A musicista une música e solidariedade em sua vida profissional, já que destina a renda de algumas apresentações para instituições sociais.
O Shopping Bay Market fica na Avenida Visconde do Rio Branco, 360, Centro, Niterói, RJ.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Áfricas - Herero, Himba, Pokot e povos nômades

Exposição



Começa amanhã, 17 de maio, às 19h, no Centro Cultural Justiça Federal, a exposição "Áfricas: Herero, Himba, Pokot e povos nômades", da fotógrafa Alice Kohler. 
São fotografias que pretendem mostrar um pouco dos encontros fortuitos, que tornaram as viagens de Alice, pelo continente africano, momentos de revelação e descobrimento de um mundo quase intocado. Seja nos desertos e savanas ou nos centros urbanos, a população africana se esmera em originalidade, com seu jeito colorido, com panos e contas, que contam a história das tribos, dos clãs, dos povos, de ontem e de hoje.


Atualmente a África possui 2.092 línguas faladas, que correspondem a nada menos que 30% dos idiomas em todo o planeta, além de mais de 8.000 dialetos. Apaixonada por essas etnias e por toda a diversidade que as cercam, a fotógrafa, em um período de quatro anos, realizou três viagens ao continente: Benin, África do Sul, Quênia, Botswana e Namíbia. De acordo com Alice, em cada uma delas, saltaram aos olhos, figuras femininas e masculinas, que destacavam entre si atributos, como beleza, elegância e nobreza, em meio a cenários mais ou menos inóspitos e precários.



"Em minha primeira viagem, em 2012, acompanhada de um médico nômade sem fronteiras, doutor Aldo Lo Curto, seguimos para Ganvie, uma lagoa, onde vive uma comunidade de religião animista, que mora em casas de palafitas e vive de pesca. Na periferia da cidade fizemos trabalhos sociais, viajamos para algumas aldeias nas savanas, e enquanto o médico cumpria seu ofício como cirurgião, eu fotografava toda aquela diversidade humana, que desfilava em minha frente, em todos os sentidos, antropológico, histórico e cultural". Emociona-se Alice.





Em 2014, já na África do Sul, a fotógrafa teve o 
contato com o povo Himba, que vive na fronteira com a Angola, em uma área de deserto, onde quase não existe água e passam a vida sem tomar banho. Segundo Alice, "suas figuras são incrivelmente sedutoras, com os corpos cobertos por uma terracota, os cabelos em longos dreads, da mesma cor, e inúmeros adereços muito coloridos nas cabeças, pescoços e nos braços."


A convite da monja budista, Doju, em 2015, Alice foi trabalhar com crianças de uma escola, em Laikipia, no Quênia, onde houve uma invasão do povo Pokot. Tudo sendo registrado por suas lentes.


Com um olhar apurado e suas fotografias, Alice Kohler nos leva a caminhos mágicos, cheios de calor e cores, típicos do povo africano. Imperdível!
A exposição vai até o dia 02 de junho. 
O endereço do CCJF fica na Avenida Rio Branco, 241, Centro, Rio de Janeiro.